quinta-feira, 7 de setembro de 2017

MÚSICA: GUARDE NOS OLHOS - IVAN LINS - COM INTERPRETAÇÃO/GABARITO

  GUARDE NOS OLHOS
                                                                      IVAN LINS
Guarde nos olhos
A água mais pura da fonte
Beba esse horizonte
Toque nessas manhãs
Guarde nos olhos
A gota de orvalho chorando
Guarde o cheiro do cravo
Do jasmim, do hortelã
Guarde o riso
Como nunca se fez
Corra os campos
Pela última vez
Guarde nos olhos
A chuva que faz as enchentes
Vai um pouco com a gente
Rumo a capital
Vai dentro da gente
Vamos pra capital
Tá nos olhos da gente
Vamos pra capital.

              Ivan Lins. Nos dias de hoje. EMI, 1978. Oilua Produções Artísticas e
                          Edições Musicais Ltda./Copyrights Consultoria Ltda. Faixa 2.

1 – A voz que fala na canção aconselha ou sugere que se tenha uma espécie de último contato com alguns elementos – sobretudo naturais – que compõem uma paisagem.
    a)    Escreva no quadro os versos da canção que apresentam conselhos relativos a cada um dos sentidos indicados.
SENTIDOS                                           VERSOS
Visão                                          “guarde nos olhos”
Paladar                                      “beba horizonte”
Tato                                            “toque nessa manhãs”
Olfato                                          “guarde o cheiro de jasmim, do cravo, do
                                                      Hortelã.”

    b)   A quem estariam sendo dados esses conselhos?
De alguém que vai deixar seu lar (em uma cidade interiorana ou no campo) à cidade grande.
    c)  Transcreva um verso da canção que justifique a sua resposta anterior.
“vai um pouco com a gente / ruma a capital”.

2 – Os conselhos são expressos por verbos no imperativo: guarde, beba, toque, corra.
    a)     Indique os verbos empregados em sentido conotativo (figurado) e o verbo empregado em sentido denotativo (próprio).
Conotativo: guardar, beber, tocar.
Denotativo: correr.

  b)    Tendo em vista o contexto da letra da canção, apresente os possíveis sentidos da expressão “Guarde nos olhos”.
Guardar na memória ou gravar na memória a imagem, o gosto, o cheiro, etc. de coisas com os quais não se terá mais contato na cidade grande.

3 – Discuta com seus colegas as relações de sentido que podem ser estabelecidas entre versos “Guarde nos olhos”, “Vai um pouco com a gente” e “Vai dentro da gente”.
         Os elementos deixados para trás não são totalmente perdidos por aqueles que se destacam para a cidade, pois, uma vez guardados na memória, tais elementos fazem parte das pessoas que rumam para a capital.



9 comentários: