quinta-feira, 7 de setembro de 2017

MÚSICA: QUEM TE VIU, QUEM TE VÊ - CHICO BUARQUE- COM INTERPRETAÇÃO/GABARITO

  QUEM TE VIU, QUEM TE VÊ
                                                              CHICO BUARQUE
Você era a mais bonita das cabrochas dessa ala
Você era a favorita onde eu era mestre-sala
Hoje a gente nem se fala mas a festa continua
Suas noites são de gala, nosso samba ainda é na rua
Refrão
Hoje o samba saiu procurando você
Quem te viu, quem te vê
Quem não a conhece não pode mais ver pra crer
Quem jamais a esquece não pode reconhecer
Quando o samba começava você era a mais brilhante
E se a gente se cansava você só seguia adiante
Hoje a gente anda distante do seu gingado
Você só dá chá dançante onde eu não sou convidado
O meu samba assim marcava na cadência os seus passos
O meu sonho se embalava no carinho dos seus braços
Hoje de teimoso eu passo bem em frente ao seu portão
Pra lembrar que sobra espaço no barraco e no cordão
Todo ano eu lhe fazia uma cabrocha de alta classe
De dourado eu lhe vestia pra que o povo admirasse
Eu não sei bem com certeza porque foi que um belo dia
Quem brincava de princesa acostumou na fantasia
Hoje eu vou sambar na pista, você vai de galeria
Quero que você me assista na mais fina companhia
Se você sentir saudade por favor não de na vista
Bate palma com vontade, faz de conta que é turista.

            BUARQUE, Chico. Quem te viu, quem te vê. Disponível em: http://vagalume.uol.com.br/
                                     

  1)     A canção apresenta uma série de palavras que fazem referência ao universo do carnaval. Comprove essa afirmativa com elementos do texto.
Cabrocha, ala, mestre-sala, samba, cordão, fantasia, pista, galeria.

   2)     De um modo geral, o eu lírico parece bastante ressentido com as mudanças pelas quais passou a mulher. Como você resumiria tais mudanças?
A mulher deixou de frequenta eventos menos populares, como chás dançantes. O eu lírico chega a afirmar que ele sambará o carnaval na pista, mas ela apenas assistirá á festa da galeria, como se fosse um turista.

   3)       No refrão da canção, o eu lírico usa dois pronomes oblíquos diferentes para se referir á mulher Quais são eles?
“Te” e “a”.

   4)      O provérbio popular que aparece no refrão, “quem te viu, quem te vê”, é bastante usado quando se quer marcar uma mudança súbita pela qual alguém passou. Você acredita que ele se aplica ao texto lido?
Sim, já que a mulher está bastante mudada e, segundo se pode inferir, agora pertence a uma classe social mais alta, não quer mais frequentar o samba.

  5)     Segundo a gramática normativa, é preciso haver uniformidade no uso dos pronomes, ou seja, deve-se escolher entre usar pronomes da 2ª pessoa ou usar pronomes da 3ª pessoa. A partir do que você respondeu no item c é possível afirmar que isso ocorre na canção?
Não. Isso não ocorre, já que o eu lírico mistura a segunda pessoa (Te) com a terceira pessoa (a).

  6)     Levando em consideração que o provérbio tem papel fundamental na canção, justifique a escolha dos pronomes oblíquos usados no refrão.
O pronome oblíquo “Te” aparece, pois faz parte do provérbio, enquanto que o pronome oblíquo “a” é o mais coloquial e mais sonoro para comprar o restante da canção. Daí a opção pela não uniformidade no uso dos pronomes oblíquos.




Nenhum comentário:

Postar um comentário