sexta-feira, 8 de setembro de 2017

FÁBULA PARA SÉRIES INICIAIS: A RAPOSA E A CEGONHA - LA FONTAINE - SÉRIES INICIAIS - COM GABARITO

FÁBULA: A RAPOSA E A CEGONHA

      Um dia a Raposa convidou a Cegonha para jantar e serviu-lhe sopa, que ambas gostavam muito, num prato raso.
      --- Estás a gostar da minha sopa? – perguntou, enquanto a Cegonha bicava em vão no líquido, sem conseguir comer nada.
      --- Como posso saber, se nem consigo comer? – respondeu a Cegonha, vendo a Raposa lamber a sopa com um ar todo delicado.
      Dias depois foi a vez de a Cegonha retribuir o gesto, pelo que convidou a Raposa para comer com ela na sua casa à beira do lago. Serviu-lhe a sopa num jarro largo embaixo e estreito em cima.
      --- Hummmm, está deliciosa, querida amiga! – exclamou a Cegonha, enfiando o comprido bico pelo gargalo. – Não achas?
      Claro que a Raposa não achava nem podia achar nada, pois o focinho não passava pelo gargalo estreito do jarro. Tentou várias vezes sem sucesso até que, bastante mal humorada, se despediu da Cegonha, resmungando entredentes:
      --- Não te achei graça nenhuma...!
                                                                       Fábula de La Fontaine.
Estudo do texto:
1 – Quais são os personagens da história?
      A Raposa e a Cegonha.

2 – Para que a Raposa convidou a Cegonha?
      Convidou-lhe para jantar.

3 – O que perguntou a Raposa a Cegonha?
      “Estás a gostar da minha sopa?”

4 – O que respondeu a Cegonha?
      “Como posso saber, se nem consigo comer?”

5 – O que fez a Cegonha dias depois?
      Retribui o gesto, chamando a Raposa para comer com ela.

6 – Onde ficava a casa da Cegonha?
      Fica na beira do lago.

7 – Onde a Cegonha serviu sopa a Raposa?
      Serviu num jarro largo embaixo e estreito em cima.

8 – Como ficou a Raposa após o jantar?
      Ficou mal humorada. Despediu-se resmungando “Não te achei graça nenhuma...!”

9 – Analise as frases e marque aquela que explica a moral da história.
a)   Casa de ferreiro, espeto de pau.
b)   Aqui se faz, aqui se paga.
c)   Quem burro nasce, burro morre.

d)   A inveja não admite o mérito.



13 comentários: