quarta-feira, 4 de julho de 2018

CONTO AFRICANO: AS DUAS MULHERES E O CÉU - IIAN BRENMAN - COM GABARITO


Conto: As duas mulheres e o Céu


    No começo dos tempos, a distância entre o céu e a terra era bem pequena: não passava da altura de uma girafa.
       Certo dia, numa aldeia africana, duas mulheres estavam com os seus pilões amassando grãos de trigo. As duas não paravam de falar. Era uma fofoca atrás da outra. Uma delas, empolgando-se muito com o falatório, levantou o pilão tão alto que fez um furo no céu.
         –Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii! – gritou o céu.
        Tão animadas com a conversa estavam as duas mulheres, que não ouviram o grito.
        Acontece que não parou por aí. O espaço celeste começava a ganhar furos e mais furos porque as duas mulheres, de tão empolgadas com a conversa, não perceberam que seus pilões rasgavam o céu, que continuava a gritar.
        Lá em cima, o tapete azulado chorou, berrou e nada adiantou. Finalmente, tomou uma decisão:
        – Assim não dá mais, vou me afastar da terra o máximo que puder.
        Subiu, subiu o mais alto que pôde. Quando chegou lá no topo do mundo, sossegou:
        – Aqui está bom. Ninguém mais vai conseguir me furar.
        Todos os furos que as duas mulheres fizeram nunca mais foram fechados. Os africanos dizem que esses furos podem ser vistos diariamente durante a noite: são as estrelas do céu.

BRENMAN, Ilan. “As narrativas preferidas de um contador de histórias”. Difusão Cultural do Livro, 2005.
Entendendo o conto:

01 – O conto africano acima é de natureza:
a) ficcional
b) científica
c) jornalística
d) didática

02 – Predomina no texto:
(x) a linguagem formal.
( ) a linguagem informal.

03 – Identifique a finalidade do texto “As duas mulheres e o Céu”:
a) defender uma opinião sobre o surgimento do universo.
b) explicar o surgimento das estrelas do céu.
c) dar informações sobre o céu.
d) apresentar o continente africano.

04 – O segundo parágrafo do texto apresenta o fato que motivou a história. Aponte-o:
a) “[...] duas mulheres estavam com os seus pilões amassando grãos de trigo.”
b) “As duas não paravam de falar.”
c) “Era uma fofoca atrás da outra.”
d) “Uma delas ... levantou o pilão tão alto que fez um furo no céu.”

05 – No trecho “–Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii! – gritou o céu.”, a reação do céu ao furo foi representada por meio de:
a) um verbo que exprime dor.
b) um substantivo que exprime dor.
c) uma interjeição que exprime dor.
d) um adjetivo que exprime dor.

06 – Segundo o texto, qual foi a atitude das mulheres diante do grito do céu?
      As mulheres continuaram conversando, de modo empolgado. Desse modo, não perceberam o grito do céu, que foi sendo furado mais e mais com os pilões.

07 – O céu começa a resolver o problema quando:
a) chora e berra muito.
b) decide afastar-se da terra o máximo que puder.
c) sobe o mais alto que pode.
d) chega ao topo do mundo.

08 – De acordo com o conto africano, os furos no céu, feitos com os pilões pelas duas mulheres da aldeia, tiveram uma consequência. Identifique-a:
      Os furos no céu, feitos com os pilões pelas duas mulheres da aldeia, nunca foram fechados. Segundo os africanos, esses furos são as estrelas do céu.

09 – O conto apresenta duas expressões que retomam o termo “céu”, evitando a repetição. Localize-as:
      As expressões “O espaço celeste” e “o tapete azulado” retomam o termo “céu”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário