quarta-feira, 25 de julho de 2018

POESIA: INFÂNCIA 2 - ODETE SOARES RANGEL - COM INTERPRETAÇÃO/GABARITO


Poesia: Infância 2
                 
               Odete Soares Rangel


Joguei pião na terra
Fiz piquenique na serra,
Quebrei bolinha de gude,
Corri o mais que pude,
Tirei zero na prova,
Menti que tirei dez,
Ganhei uma bola nova,
Machuquei os dois pés,
Assustei um gato,
Capturei um raro,
Minha mãe não gostou,
Colecionei gibi,
Disco voador eu não vi,
Troquei figurinha,
Comi paçoquinha,
Me escondi no quintal,
Usei chapéu de jornal,
Tive amigo japonês,
Amigo pretinho,
Amigo alemão,
Amigo baixinho,
Levei choque em tomada,
Fiquei com o nariz entupido,
Arranjei uma namorada,
Namorei escondido,
Assisti filme de terror,
No calor, senti frio,
No frio, senti calor,
Peguei balão no telhado,
Brinquei de caubói,
Brinquei de índio,
Brinquei de soldado,
Fui um desenho animado.

Fonte: (Girassóis e outras poesias. São Paulo:
Companhia das letrinhas. 1995. p. 28-9)
Entendendo a poesia:
01 – Quem é o autor desse texto?
      Odete Soares Rangel.

02 – Qual é o tema deste texto?
      Infância de um menino.

03 – Onde e quando o texto foi publicado?
      Fonte: (Girassóis e outras poesias. São Paulo: Companhia das letrinhas. 1995. p. 28-9)      

04 – O texto que você acabou de ler é um POEMA, e os poemas tem a finalidade de:
a)   Transmitir um ensinamento moral, levando o leitor a uma reflexão.
b)   Deixar o leitor informado sobre os fatos atuais e do cotidiano.
c)   Manifestar emoções e sentimentos por meio do conteúdo expresso nas estrofes e versos.
d)   Comunicar ao público as qualidades e benefícios de um determinado produto ou serviço.

05 – Diante do que você respondeu nas questões anteriores, qual é o objetivo do texto?
      Mostrar as emoções e sentimentos de um menino na infância.

06 – Copie os cinco primeiros verbos utilizados pelo eu lírico para retratar as ações realizadas na infância.
      Joguei; fiz; quebrei; corri; tirei.

07 – Copie do texto os versos em que o eu-lírico comenta sobre os amigos que teve na infância.
      “Tive amigo japonês,
       Amigo pretinho,
       Amigo alemão,
       Amigo baixinho.”

08 – De acordo com o texto, o eu lírico teve uma infância:
a)   Triste, pois participava de poucas brincadeiras
b)   Solitária, pois não tinha amigos para brincar
c)   Agitada, pois participava de muitas brincadeiras
d)   Animada, pois maltratava os animais

09 – Por meio das informações que aparecem no texto é possível dizer que o eu lírico é um menino ou uma menina? Justifique sua resposta.
      Um menino. “Arranjei uma namorada.”

10 – Sem alterar o sentido do verso “Capturei um rato”, poderíamos substituir a palavra grifada por:
a)   Peguei
b)   Joguei
c)   Vendi
d)   Distribuí.

11 – No início do poema, (6º verso), encontramos a afirmação: “Menti que tirei dez”. Releia o poema, localize o verso indicado e responda: Por que o eu lírico contou essa mentira?
      Porque ele tirou zero na prova.

12 – O último verso do poema - “Fui desenho animado” - corresponde a uma espécie de resumo das ações do eu lírico. Interprete esse verso respondendo: o que há de semelhante entre a infância do eu lírico e um desenho animado?
      A semelhança é a alegria e diversão que o eu lírico teve em sua infância.

13 – As palavras que melhor resumem o assunto do texto são:
a)   Escola e infância
b)   Família e brincadeiras
c)   Família e infância
d)   Brincadeiras e infância.

14 – Dos versos apresentados abaixo, aquele que expressa uma opinião do eu lírico a respeito de si mesmo é:
a)   Joguei pião na terra
b)   Ganhei uma bola nova
c)   Usei chapéu de jornal
d)   Fui um desenho animado.

15 – Observe os versos:
        Joguei pião na terra”
        Assustei um gato”
        Comi paçoquinha”

As palavras destacadas indicam que as ações praticadas pelo eu lírico:
a)   Aconteceram no passado
b)   Acontecem no presente
c)   Ainda não aconteceram no futuro
    d) Nunca aconteceram.

16 – No verso “me escondi no quintal”, a expressão destacada dá uma ideia de:
a)   Negação
b)   Tempo
c)   Modo
d)   Lugar.









Nenhum comentário:

Postar um comentário