domingo, 29 de julho de 2018

TEXTO: FELICIDADE MELHORA A SAÚDE E PROLONGA A VIDA, DIZ ESTUDO - COM GABARITO


Texto: Felicidade melhora a saúde e prolonga a vida, diz estudo

  Uma análise de mais de 160 estudos detectou "provas claras e convincentes" de que pessoas felizes tendem a viver mais e com melhores condições de saúde do que pessoas infelizes.
   O estudo, publicado na revista científica "Applied Psychology: Health and Well-Being", é o levantamento mais abrangente, até o momento, que faz a ligação entre felicidade e estado de saúde das pessoas. Seu autor principal, o professor emérito de psicologia da Universidade de Illinois, Ed Diener, analisou estudos de longo prazo dos seres humanos, testes experimentais em humanos e em animais e estudos que avaliam o estado de saúde de pessoas estressadas por eventos naturais. [...]
        "Nós analisamos oito tipos diferentes de estudos", disse Diener. "E a conclusão geral é que o bem-estar subjetivo – ou seja, estar feliz com a vida, não estressado e não deprimido – contribui para a longevidade e melhor saúde em populações saudáveis", explicou.
        Um estudo que acompanhou cerca de 5 mil estudantes universitários por 40 anos, por exemplo, concluiu que aqueles que eram mais pessimistas [...] morreram mais cedo que seus colegas. [...]
        Havia algumas exceções, mas a maioria dos estudos a longo prazo mostrou que a ansiedade, depressão, falta de prazer nas atividades diárias e pessimismo estão associados a taxas mais elevadas de doença e a uma vida mais curta.
        Experimentos de laboratório em humanos descobriram que o bom humor reduz os hormônios relacionados ao estresse, aumenta a função imunológica e promove a rápida recuperação do coração após esforço. Em outros estudos, conflitos conjugais e hostilidade em casais foram associados à cicatrização lenta e pior resposta do sistema imunológico a doenças.
        "Eu fiquei surpreso ao ver a consistência dos resultados de vários estudos. Todos eles apontam para a mesma conclusão: saúde e longevidade são influenciadas pelo nosso humor", disse Diener.
        Enquanto a felicidade não pode por si só prevenir ou curar doenças, as evidências de que emoções positivas contribuem para uma melhor saúde e longevidade são mais fortes que os dados que relacionam a obesidade à longevidade reduzida, afirmou Diener. "A felicidade não é uma poção mágica, mas as provas são claras de que ela muda suas chances de ficar doente ou morrer jovem", afirmou.
                                                                                      Adaptado de:

Entendendo o texto:                     
01 – Pode-se dizer que existe uma tese defendida no texto. Transcreva-a.
      "Nós analisamos oito tipos diferentes de estudos", disse Diener. "E a conclusão geral é que o bem-estar subjetivo – ou seja, estar feliz com a vida, não estressado e não deprimido – contribui para a longevidade e melhor saúde em populações saudáveis", explicou.

02 – Retire do texto um argumento que sustenta a tese.
      Um estudo que acompanhou cerca de 5 mil estudantes universitários por 40 anos, por exemplo, concluiu que aqueles que eram mais pessimistas [...] morreram mais cedo que seus colegas. [...]

03 – No 3º, 7° e 8 º parágrafos aparecem trechos entre aspas. Explique o significado do uso das aspas.
      Foram utilizados para informar o resultado das pesquisas quanto a longevidade e estar feliz com a vida.

04 – Segundo o 5º parágrafo do texto, que fatores são associados a taxas mais elevadas de doenças e a uma vida mais curta?
      A ansiedade, a depressão, a falta de prazer nas atividades diárias e o pessimismo.

05 – No 5º parágrafo, existem conectivos que estabelecem relações de oposição e de adição. Reescreva as frases em que eles aparecem e destaque-os.
      Experimentos de laboratório em humanos descobriram que o bom humor reduz os hormônios relacionados ao estresse, aumenta a função imunológica e promove a rápida recuperação do coração após esforço. Em outros estudos, conflitos conjugais e hostilidade em casais foram associados à cicatrização lenta e pior resposta do sistema imunológico a doenças.

06 – Segundo o texto, quais as consequências do bom humor?
      Ela muda suas chances de ficar doente ou morrer jovem.    
    
07 – Em que revista a pesquisa foi publicada?
      Na revista científica Applied Psychology Health and Well – Being.

08 – Quem é a pessoa responsável pela publicação?
      O professor de psicologia da Universidade de Llinóis, Ed Diener.




Nenhum comentário:

Postar um comentário