domingo, 2 de setembro de 2018

MÚSICA: HEY JOE - O RAPPA - COM QUESTÕES GABARITADAS


Música: Hey Joe
                       O Rappa
Hey Joe
Onde é que você vai
com essa arma aí na mão
Hey Joe
Esse não é o atalho
pra sair dessa condição

Dorme com tiro acorda ligado
Tiro que tiro trik-trak boom
Para todo lado

Meu irmão, é só desse jeito
Consegui impor minha moral
Eu sei que sou caçado
E visto sempre como um animal

Sirene ligada os homi
Chegando trik-trak
boom boom
Mas eu vou me mandando

Hey Joe
Assim você não curte o brilho
Intenso da manhã

Acorda com tiro dorme com tiro

Hey Joe
O que o teu filho vai pensar
Quando a fumaça baixar

Fumaça de fumo
Fogo de revólver
E é assim que eu faço,
Eu faço a minha história

Meu irmão, aqui estou por causa dele
E vou te dizer
Talvez eu não tenha vida
Mas é assim que vai ser

Armamento pesado
O corpo é fechado
Eu quero é mais ver
Mas vai ser difícil me deter

Hey Joe
Muitos castelos já caíram e você tá na mira

Tá na mira, tá na mira, tá na mira!

Hey Joe
Muitos castelos já caíram e você tá na mira

Também Morre quem atira...
Também morre quem atira...
Também morre quem atira...

Menos de 5% dos caras do local
São dedicados a alguma atividade marginal
E impressionam quando aparecem nos jornais
Tapando a cara com trapos
Com uma uzi na mão
Parecendo árabes árabes árabes do caos.
Sinto muito cumpadi
Mas é burrice pensar
Que esses caras
É que são os donos da biografia
Já que a grande maioria
Daria um livro por dia
Sobre arte, honestidade e sacrifício

                                       Composição: Billy Roberts / O Rappa
Entendendo a canção:

01 – Você conhece essa música? E a banda e o intérpretes? O que sabe a respeito? Comente com seus colegas.
      Resposta pessoal do aluno.

02 – Do que você acha que a música trata?
      Resposta pessoal do aluno.

03 – A letra mostra dois pontos de vista de uma mesma realidade, como se fosse uma conversa entre dois personagens. Você identifica qual é essa realidade? Destaque trechos da canção para ilustrar suas respostas.
      Mostra a realidade de um personagem, Joe, que vive em uma situação criminosa. Há trechos em que outro personagem da “conselhos” a Joe, conscientizando-o de que essa condição não seria a certa, nem a única possibilidade; “hey joe / onde é que você vai / com essa arma aí na mão / hey joe / esse não é o atalho / pra sair dessa condição” e trechos em que Joe tenta justificar os motivos de suas ações; “meu irmão, é só desse jeito / consegui impor minha moral / eu sei que sou caçado / e visto sempre como um animal”.

04 – Alguns trechos que intercalam essa conversa descrevem o cotidiano do personagem Joe. Identifique alguns deles e reflita: como você os interpreta?
      Resposta pessoal do aluno. Sugestão: “Dorme com tiro acorda ligado / Tiro que tiro trik-trak boom / Para todo lado”; “sirene ligada / os homi / chegando trik-trak / boom boom / mas eu vou me mandando”; “acorda com tiro dorme com tiro”; “Fumaça de fumo / Fogo de revolver”; “Armamento pesado / O corpo é fechado”; É o que cada trechos buscam mostrar a realidade em que o personagem vive para dar a dimensão dessa condição, que iria além da vontade de um ou outro indivíduo isoladamente, seria uma realidade permeada por muitos confrontos.

05 – Na quinta estrofe o autor coloca o seguinte verso: “Assim você não curte o brilho / Intenso da manhã”. Quais significados podem existir nessa referência ao “brilho intenso da manhã”?
      “O brilho intenso da manhã” pode ser entendido como as coisas boas da vida, os detalhes, que só seriam percebidos por Joe em uma condição de paz, de harmonia com o que o cerca.

06 – Os trechos a seguir falam do filho de Joe, sob os dois pontos de vista. Procure escrever brevemente sobre o que você entende de cada um deles: “Hey Joe / O que o teu filho vai pensar / Quando a fumaça baixar?”; “Meu irmão, aqui estou por causa dele / E vou te dizer / Talvez eu não tenha vida / Mas é assim que vai ser”.
      Os trechos mostram dois caminhos: O primeiro, expõe o ponto de vista do personagem que aconselha Joe, procurando questionar sobre qual exemplo o pai está dando ao filho. O segundo, mostra os argumentos do pai, que diz fazer tudo isso por causa do filho, para conseguir recursos a qualquer custo, em meio à realidade apresentada na letra da canção.

07 – A música repete algumas frases: “Também morre quem atira”. Como você a interpreta? O sentido imediato dela poderia ser ampliado? De que maneira?
      Resposta pessoal do aluno. Sugestão: A frase pode ser interpretada de forma mais direta – o criminoso pode ser perseguido e morto amanhã – mas também pode se estender para um sentido mais amplo – o que a pessoa que atira poderia estar matando nela mesma?

08 – A estrofe final, anterior ao último refrão, diz: “menos de 5% dos caras do local / são dedicados a alguma atividade marginal / [...] / sinto muito cumpadi / mas é burrice pensar / que esses caras / é que são os donos da biografia / já que a grande maioria / Daria um livro por dia / sobre arte, honestidade e sacrifício”. Como você interpreta esse trecho? Qual discussão é levantada?
      Resposta pessoal do aluno. Sugestão: O trecho fala de preconceito e generalização. Muitas pessoas costumam se referir a bairros inteiros onde acontecem crimes e conflitos como sendo predominantemente povoados por bandidos. O trecho busca mostrar que, na realidade, acontece o oposto, a maioria das pessoas vive numa condição de luta diária para viver de forma honesta e suas histórias também “dariam um livro por dia”, mas mostrando um outro tipo de luta, de sacrifício e arte.







Nenhum comentário:

Postar um comentário