segunda-feira, 28 de maio de 2018

FÁBULA: A COBRA E OS PÁSSAROS - FERNANDO KITZINGER DANNEMANN - COM INTERPRETAÇÃO/GABARITO


Fábula: A COBRA E OS PÁSSAROS

        Todas as manhãs, bem cedo, um bando de pássaros cortava os ares percorrendo a mesma rota que os levava a uma floresta relativamente distante do lugar aonde passavam a noite. Eles não eram nem muitos, nem poucos, talvez uns quarenta, mais ou menos, e voavam a baixa altura batendo as asas em cadência uniforme e emitindo “crocs” estridentes e continuados, como se sua pretensão fosse a de contar aos que os viam que naquele momento eles iniciavam uma nova batalha em sua luta pela sobrevivência. Só que daquela vez o líder do bando não ia à frente da formação, como fazia costumeiramente; ele se postara à retaguarda dos companheiros, e os acompanhava com olhos e ouvidos abertos, prestando redobrada atenção ao que via e ouvia.
          A razão desse cuidado estava em que o bando vinha ficando menor a cada dia, perdendo integrantes de uma forma que ninguém conseguia explicar, e por isso o líder dos pássaros resolvera decifrar aquele mistério que se transformava paulatinamente em sentimento medroso, o que não era bom. E assim lá iam eles percorrendo a trilha aérea, quando de repente, ao passarem rente ao topo de uma colina, sua formação em “v” se desfez por instantes, como se tivesse sido atingida por vento forte, mas logo foi recomposta pelas aves que seguiram em frente, menos uma, cujo voo tomou outra direção, aparentemente atraída por alguma coisa. O líder dos pássaros viu tudo aquilo, inclusive a enorme cobra que se escondera enrolando seus numerosos anéis em meio à grama alta, e dali aspirava o ar com força descomunal, sugando para dentro de sua boca os pássaros que passavam a uma distância relativamente pequena.
        Uma vez identificado o perigo, o líder dos pássaros tomou a decisão correta e passou a conduzir seu bando por outra rota menos perigosa. Desse dia em diante a cobra não conseguiu apanhar mais nenhuma das aves que todos os dias, de manhã bem cedo, passavam voando em direção à floresta relativamente distante do lugar aonde passavam a noite.
            Moral da história: Não existe problema insolúvel. Uma vez identificada sua causa, se torna fácil dar um fim a ele.

                                                       Fernando Kitzinger Dannemann.
Entendendo a fábula:

01 – Do que o texto “A cobra e os pássaros” trata-se?
      O texto fala sobre o sumiço inexplicável dos pássaros todos os dias.

02 – Quais são os personagens do texto?
      A cobra e os pássaros.

03 – Qual o local que acontecia os fatos do texto?
      Acontecia na rota de voo dos pássaros até a outra floresta, onde iam atrás de alimentos.

04 – Quem ficou encarregado de descobrir o que estava acontecendo?
      O líder do bando.

05 – Que ensinamento a fábula lhe transmitiu?
      Resposta pessoal do aluno.

06 – O que o líder do bando viu que tinha acontecido?
      O líder do bando viu uma enorme cobra escondida, que atacava os pássaros quando passavam por ela.

07 – Qual foi a decisão do líder dos pássaros?
      Ele mudou a rota, para outra menos perigosa.

08 – O que você achou da moral da história? Você faria uma outra?
      Resposta pessoal do aluno.

09 – Quem é o autor da fábula?
      Fernando Kitzinger Dannemann.


Nenhum comentário:

Postar um comentário